14 de out de 2010

Lotus: a criativa sem criatividade

A Lotus, empresa automobilística, já se consagrou muito com seus projetos. Sinceramente, era quase impossível percebar alguma diferença neles, por qualquer que seja. Começou com o Elise e aí não parou mais, ficando aquela monotonia de design, reciclado em TODOS os outros carros.
Para cada regra, há uma excessão. Graças a Deus. Quando a Lotus começou a divulgar o Elite, pensei que ela tinha ressucitado e começado a mudar. Mas não: o estilo mudou e ficou, fazendo os designers largar uma monotonia e adiquirir outra. #Aff
Confira mais:
Sinceramente, como uma empresa consegue vender muito e mudar pouco? E o pior: o nome também é parecido. Queria só entender por que tanto carro com a letra "E" no nome? Se ainda existem dúvidas, preste atenção: Elise, Exigge, 2-Eleven, Evora, Elite, Espirit, Elan, Eterne...
Mas ainda há esperança. Um dos dois últimos modelos saíram desses moldes básicos. Primeiramente, o Elise, que foi remodelado e ficou completamente diferente do antigo (ainda bem!). 
 O outro lançamento foi o Espirit, que não ficou uma coisa tão original por parecer muito com o Lamborghini Murcielago.
Apesar de tantas críticas, gostaria de parabenizar toda a equipe Lotus, especialmente os designers, que vêm sempre tentando mostrar suas habilidades mais e mais.

0 comentários:

Postar um comentário

Links Ociosos

Colmeia Exchange

Compartilhe

Twitter Facebook Google+ LinkedIn RSS Feed Email Favoritos Mais...

Receba notícias por e-mail

Digite seu e-mail: